Thu, 13 Sep 2012 20:00:58 GMT | de Rita Galhana / MSN

Cortes salariais na função pública "não são para sempre", mas vigoram até 2015 - PM

Entrevista a Passos Coelho


Lusa (© Lusa)

Veja os vídeos da entrevista:

 

E as reações à entrevista:

 



RESUMO


Esta quinta-feira, após o líder do PS ter anunciado o voto contra o Orçamento do Estado para 2013 e ter ameaçado com moção de censura, Passos Coelho, em entrevista à RTP, afirmou que para não ver o programa falhar teve de "adotar mais medidas e um programa para 2012 e 2013 mais exigente".

O Primeiro Ministro afirma que é importante realçar que o Governo conseguiu "cumprir todas as condições relevantes para um bom exame da 'troika' e dos credores" e que os portugueses tiveram transparência na informação.

Passos Coelho acrescenta que as medidas que o Governo acordou com a 'troika' "são necessárias para que Portugal possa cumprir o programa". Neste sentido, o PM debruçou-se sobre a questão da Taxa Social Única, afirmando que "a medida inicialmente desenhada era uma baixa da TSU suportada por um aumento do IVA". Passos acrescenta ainda que "esta medida permitirá discriminar positivamente os trabalhadores com salários mais baixos", sendo que tem como objetivo dar maior competitividade às empresas.

Por outro lado, Passos Coelho menciona que "Portugal arriscava ter para o ano 17% de desemprego se não fosse esta medida da TSU", e que haverá "o cuidado de garantir que os ordenados mais baixos não sejam afetados por esta medida".

No decorrer da entrevista, Passos diz que Portugal hoje é olhado pelos mercados de que depende como um país que cumpre as suas obrigações, e que em processos de ajustamento "há riscos" e estes não são infalíveis. Porém, Passos deixa claro que não aceita "destroçar hoje este país não cumprindo as obrigações com os nossos credores", e que quando o PSD assumiu a liderança, não encontrou a situação que estava descrita.

No domínio dos cortes salariais, o Governo conseguiu que mais de 1 milhão de pensionistas não fosse afetado pelos cortes, como afirma o Primeiro Ministro, e que os cortes salariais na função pública "não são para sempre", mas vigoram até 2015.

Passos Coelho termina a entrevista à RTP dizendo que "há limites para o que um Governo pode pedir aos portugueses".

 

 

Comente a entrevista de Passos Coelho à RTP...

37Comentários
14 set, 2012 10:13
avatar

Verdade é que não deve ganhar o mesmo que eu, senão não falava assim...

Eu não estou contra o facto de se ter de tomar + medidas, mas sim contra as que o governo insiste em tomar... Há que reduzir a despesa pública noutros campos que não ir ao bolso dos trabalhadores da FP, tal como há que aumentar impostos a quem os pode pagar, criar imposto sobre a riqueza, estabelecer tecto máximo de vencimento aos gestores públicos, redução da frota automóvel do Estado, retirar previlégios a ex presidentes, etc... Este aumento da TSU só vai aumentar a economia paralela, a diminiução do consumo e a consequente quebra na receita do iva, não trava o desemprego, nem contribui  para o desenvolvimento da economia... ACORDEM!!

 

13 set, 2012 23:57
avatar
Depois  de ver a entrevista  do primeiro  ministro  cheguei á conclusão  que já não preciso de sexo pois o governo f**de-me todos os dias 







13 set, 2012 21:38
avatar
Se os sucessivos governos desde o 25 de Abril tivessem a sensibilidade, de exigir às empresas deveres e não só direitos, perdões fiscais e isenções. O país não tinha chegado ao que chegou, e não tinham fechado tantas empregas apenas para descentralizar a mão de obra para países onde é mais barata.
O problema, é que a politica é um grande "tacho" e começam a fazer o futuro pós -político, para a administração dessas empresas com as decisões favoráveis ás mesmas que tomam quanto estão a exercer os mesmos cargos políticos.
O objectivo dos políticos de hoje, não é servir a nação, é servir-se da nação.
13 set, 2012 21:30
avatar

Mas será que este sr não se toca???

Ainda há pouco se viu na TV o dis****rso anterior à eleições e o que fez e disse após ter ganho. É EXACTAMENTE O OPOSTO!

Acho que este governo está ferido de morte. Ninguém acredita numa só palavra destes srs, de tão mentirosos que têm sido.

Trata-se duma corja de gente garota e incompetente, que toma medidas avulsas sem um pingo de sensibilidade social, massacrando sempre os mesmos (a classe média). esta história das fundações é "palha" para entreter o povinho...

14 set, 2012 12:12
avatar
Eu tenho impressão que este também tirou o ****rso de Economia á pála de algum rancho foclorico...senão vejamos, um dos maiores perigos em uma economia é o q este individuo de massamá pede ás empresas ...que baixem os preços...isto é pedir deflação...o maior perigo que uma economia pode ter, além de q n tenho q receber em feijões do sr Belmiro...trabalho é para ganhar dinheiro e n tremoços no continente!!! Isto é demais...a Banca reebe dinheiro do BCE a fundo perdido 12000 milhoes este ano....fecham agências em Portugal e vão vender dinheiro em outros paises aonde abrem agências com esse dinheiro, não dão crédito no seu próprio Pais....E AGORA COMO SE NAO BASTASSE O GOVERNO AINDA QUER QUE QUEM TRABALHA SE SUBSTITUA Á BANCA A FINANCIAR AS EMPRESAS??????!!!!!!!! VOU EMIGRAR...O SR RELVAS N FAZ MAIS TURISMO Á CONTA DOS MEUS IMPOSTOS....SENAO ISTO DÁ SANGUE!
13 set, 2012 22:44
avatar

todos os VERDADEIROS  PATRIOTAS TEEM KE SE MANIFESTAREM, SABADO, CONTRA ESTE GOVERNO DE ROBIN DOS BOSKES , A PORTUGUESA ,ROUBAM AOS POBRES PRA DAR AOS RICOS,. NUNCA NA NOSSA PSEUDA DEMOCRACIA HOUVE UNS GOVERNANTES TAO RASCAS ,SEM MORAL E BANDIDOS, COMO ESTA CORJA, KE SE INSTALOU  NO PARLAMENTO E EM BELEM.

SAO AUTENTICOS GANGSTERS DO FAR WEST.

MAS SO´ROUBAM AOS MAIS DESFAVORECIDOS.

SO´CRIAM ,FOME DESEMPREGO E MISERIA.

TODOS SABADO A´MANIFESTAÇAO CONTRA ESTES COBARDES- TRAIDORES.

TODOS ,NAO SEJAM COBARDES.....

13 set, 2012 21:24
avatar
"Hoje, pouco depois das 19h, foi anunciada pelo governo a maior transferência de riqueza, de que há memória, dos 99% que vivem do seu trabalho para os 1% que vivem de rendimentos de capital. São cerca de 2 mil milhões de euros que em 2013, e em todos os anos subsequentes, serão tirados aos trabalhadores (que passam a descontar mais 7% do seu salário para a Segurança Social) e dados aos proprietários dos meios de produção (****jas empresas passam a pagar menos 5.5% do salário de cada trabalhador para a Segurança Social). Sem quaisquer condições associadas. Podiam, por exemplo, exigir que tal apenas ocorresse se uma dada empresa mantivesse o mesmo número de postos de trabalho no final de 2013 relativamente ao que detinha no final de Agosto. Isto se a intenção do governo fosse realmente tentar diminuir a progressão do desemprego, como tentou argumentar (pensando que os portugueses são ****s chapados). Mas não. O dono da fábrica vai poder pegar no dinheiro que o governo tirou aos que para ele trabalham, e "investir" num novo Ferrari. Sem espinhas. Os filhos dos operários que asseguram o rendimento do capital passam a ir para a escola com a barriga um pouco mais vazia, mas o senhor dono vai poder finalmente experimentar o último modelo da sua marca de automóveis preferida.

Gravíssimo é ainda o facto desta transferência de re****rsos para os detentores de capital, ocorrer com a mesma proporcionalidade (7% do salário) para todos os que trabalham por conta de outrém - tanto o operário fabril que ganha o salário mínimo, como o exe****tivo de topo que ganha cem vezes mais, contribuem com a mesma proporção do seu rendimento (e os exe****tivos de topo quase sempre são também detentores de capital investido, em ações por exemplo), sendo óbvio que o primeiro sofrerá bem mais do que o segundo com tal roubo - e excluir categorias profissionais com rendimentos elevados, como advogados e médicos, que descontam o que querem para a Segurança Social. Inadmissível.

Ainda, enquanto que sempre foi dito (acreditava quem queria...) que os subsídios de férias e Natal dos funcionários públicos e reformados estavam suspensos provisoriamente, é claro que as alterações hoje anunciadas nos descontos para a Segurança Social serão permanentes. É óbvio que o governo quer que haja em Portugal uma redução substancial e permanente de todos os salários. Sempre foi esse o objectivo central do poder económico que sustenta este governo.

Finalmente, o que foi hoje enunciado é um autêntico pontapé na cara dos juízes do Tribunal Constitucional. Relembro aqui as palavras do seu Presidente, que até votou contra a declaração de ilegalidade do corte dos subsídios de férias e Natal dos funcionários públicos e reformados:

"O acórdão não se baseia na comparação entre titulares de rendimentos de origem pública ou privada. Quando se está a chamar a atenção para a comparação entre público e privado está-se a fazer uma leitura redutora do acórdão. O acórdão fala de titulares de rendimento. Ora os rendimentos não são só públicos ou privados, porque antes de mais, esses são os rendimentos do trabalho e há outros rendimentos que estão em causa também, como os rendimentos do capital” 

14 set, 2012 20:44
avatar

Este governo é um reino de aldabrões e mentirosos!

Este ministro feito à presão : quanto paga em transportes? quanto paga para almoçar ? Agora já entra e sai pelas portas das traseiras para onde vai.......faz parte de um leque de mandriões da assembleia que têm 2 meses de férias ou aontrário da grande maioria dos trabalhadores portugueses.

Paulo Portas : um papagaio de asas cortadas. Nos momentos de grande decisões para o país, pira-se.....e depois só foge com o **** à seringa. Pudera tem a "pasta" que desde pretendeu.....até parace que Portugal é um país em geurra!!!!!

É um vaidoso um autêntico Judas! Depois das grandes decisões paresentadas pelo 1º ministro, vem com palavrinhas mansas para acalmar o povo das feirinhas!

Ministro da Economia : com tantos craneos em Portugal, foram logo pescar este cromo.....autentico barrete do Canadá!

De****dos da Assembleia : 2 meses de férias e ao fim 5 anos uma boa reforma ! Mandriões, maioria nem uma palavra diz, alguns nem falar sabem!

Todos : mentirosos....aldabrões......

JP

 

14 set, 2012 12:33
avatar

Morte ao Governo de Coelho!

Novo 25 de abril já!

15 set, 2012 00:02
avatar
A PRAGA DO MUNDO SÃO OS POLÍTICOS. Roubam, favorecem os RICOS,  e os TRABALHADORES QUE PAGAM. Se todos os ministros , de****dos ,e os gestores publicos , reduzisse seus ordenados em 70% sobraria muito dinheiros nos cofres publicos Os políticos são assim mesmo depois de eleitos ,so querem é enriquecer a si proprio ,e os amigos. São todos assaltantes da população ,são os verdadeiros MARGINAIS.
14 set, 2012 00:05
avatar

ZE APERTA OCINTO:CONCORDO PRENAMENTE CONSIGO,ELE UMA VEZ DISSE QUE OS PORTUGUESES ERAM UMS PIEGAS.QUE VERGONHA.NO MEU PONTO DE VISTA OS PORTUGUESES SAO HEROIS SAO GUERREIROS,COMO E POSSIVEL UMA PESSOA GANHAR 275,EUROS POR MES E ADMINISTRAR UMA FAMILIA.ESSE SR.PRIMEIRO MINISTRO NAO SABE QUANTO ****STA UM LITRO DE LEITE UHT,SE ELE SOUBESÇE O QUANTO AVIDA ESTA CARA ELE NAO DIZIA ISTO...E RESPEITAVA PROFUNDAMENTE O DIREITO DOS CIDADOES PORTUGUESES.O QUE QUE ELE PRETENDE DA VIDA,A UM DITADO BASTANTE POPULAR SE NAO SABE DANÇAR NAO ENTRA NUMA PISTA,FRASE DE LUIS INAÇIO DA SILVA:LULA...

 

14 set, 2012 15:46
avatar
 que tal dar a conhecer aos portugueses os nomes de quem assinou os contratos das PPP, das Fundações;institutos, das reformas aos 40a nos de iade  dos politicos, das benesses dos seguros de vida, dos contratos com EDP,REN e demais negócios: Já agora gostava também que informassem os portugueses onde se encontram a trabalhar os filhos, entreados, amigos dos politicos será que auferem o ordenado minimo nacional e quntos auferem o rendimento minimo, já que o cidadão fala tanto em austeridade saber o porquê de nomear com a sua autorização já que parece estar-se a esquecer de meninos de coro 24/28 anos de idade com 5000 euros mês: Então o Paulo das feiras também está esquecido dos combustiveis,BPN aqui o Sr: Silva também está muito esquecido
14 set, 2012 00:00
avatar

A entrevista que já se esperava ... Nada de novo no reino da Dinamarca ....

 

Esperemos , porém , que o bom senso impere perante uma chuva de palavras que todos os dias se altera e intensifica ....

avatar
 O LADRÕES   BAIXAI OS VOSSOS ORDENADOS  FILHOS DA ****  VOS  É QUE  METEIS O PAIS NA ****  BAIXAI PARA METADE O VOSSO ORDENADO  GATUNOS ,, OS POBRES TEM DIREITO A VIVER UMA VIDA COM DIGNIDADE  SEU  GATUNO 
14 set, 2012 20:26
avatar
acho que todos teem razão, mas a nossa indignaçao temos que a mostrar na rua.o governo  não presta e o presidende da R. ainda é pior, temos que ir para a rua mostrar a nossa indignaçao.
14 set, 2012 14:49
avatar
Reclam reclam mas se calhar nem foram votar...... quanto mais mexer uns dedos para mudar o pais.
13 set, 2012 21:31
avatar
Sr.Ministro, só gostava de ter a certeza, que você sabe o que está a fazer.
Não parece nada...

14 set, 2012 07:16
avatar

O sr PM não sabe o que é trabalho sem limites de horários e receber aos bocados menos de um salário mínimo, o sr não sabe o que é passar fome para dar o mínimo aos seus filhos,o sr é, como outros políticos o são, um animal feroz com capa de cordeiro, isto para não ferir a sua mãe, que o sr merece que lhe chame um nome que a sua mãe não iria gostar, por isto tudo que se tem visto até hoje , faça um grande favôr ao povo Português, demita-se e volte para a África de onde nunca deveria ter vindo, habituou-se de muito novo a tratar as pessoas como escravos,não roube mais os portugueses, desapareça , o sr quer dar o povo Português como carne para canhão, vá trabahar para saber o que é bom e para dar razão a quem trabalha, o sr será a vergonha dos seus filhos, que vão pagar toda a vida pela sua falta de competência, não os desiluda mais abandone o tacho m****se....

 

 

13 set, 2012 21:45
avatar

Este primeiro ministro esta cavando a sepultura do PSD E CDS PP.O Portugues jamais vai se esquercer dessas AUSTERIDADES, onde tira dos pobres ,para da para os ricos.É uma verdadeira injustiça social. A PRAGA DO MUNDO SÃO OS POLÍTICOS. Roubam, favorecem os RICOS, e os TRABALHADORES QUE PAGAM., Nosso VOTO, Nossa ARMA ,Contra essa PRAGA. Nas eleições AUSTERIDADES Neles São todos iguais,so querem o poder, não tem nenhum respeito pelos eleitores, que lhe puseram no poder.

14 set, 2012 10:01
avatar
Se eles fossem cortar nos ordenados deles era o melhor que ele fazia neste país, é com os cortes e mais cortes no povinho que vai tapar o belo do buraquinho?!  se eles pensassem mais nos que nem dinheiro pa comer têm, falando dos nossos idosos, não há noção da quantidade de pessoas que para pagarem os medicamentos passam fome ou vice versa...  o que é uma tremenda tristeza neste país.. sem comentar o resto... não há dignidade já neste país e para pior caminhamos ... já nem temos cintura para o tanto aperto de cinto... 
Denunciar
Por favor ajude-nos a manter uma comunidade mais saudável, reportando qualquer comportamente ilegal ou inapropriado. Se acreditar que a mensagem viola oCódigo de CondutaPor favor utilize este formulário para notificar os moderadores. Eles investigarão o seu relatório e tomarão as medidas adequadas. Em caso de necessidade, as devidas entidades reguladoras serão informadas sobre qualquer actividade ilegal.
Categorias
Limite de 100 Caracteres
Tem a certeza que quer apagar esta mensagem?

últimos vídeos informação

evento nacional

Último dia do Festival Super Rock no Meco, Sesimbra.  - 1(©LUSA  TIAGO PETINGA)
Último dia do Festival Super Rock no Meco, Sesimbra.

votação

Qual foi o melhor primeiro-ministro dos últimos 20 anos?

Primiero Voto Ver os resultados

  1.  
    17 %
    Passos Coelho
    3.335 Votos
  2.  
    22 %
    José Socrates
    4.332 Votos
  3.  
    5 %
    Santana Lopes
    906 Votos
  4.  
    5 %
    Durão Barroso
    968 Votos
  5.  
    36 %
    António Guterres
    6.897 Votos
  6.  
    15 %
    Cavaco Silva
    2.931 Votos

Total das respostas 19.369
Inválido