PEN Internacional manifesta "evidente preocupação pela ameaça à Língua Portuguesa"

PEN Internacional manifesta "evidente preocupação pela ameaça à Língua Portuguesa"

Lisboa, 17 set (Lusa) - O PEN Internacional, organização não-governamental de escritores com 144 centros em mais de 100 países, manifestou "evidente preocupação pela ameaça à Língua Portuguesa representada pelo Acordo Ortográfico de 1990", informou hoje o PEN Clube Português.

Em comunicado, o PEN Clube Português afirma que, no 78.º Congresso do PEN Internacional, que terminou domingo na Coreia do Sul, "foi aprovada por unanimidade uma resolução do Comité de Tradução e Direitos Linguísticos que manifesta uma evidente preocupação pela ameaça à língua portuguesa representada pelo Acordo Ortográfico de 1990 [AO/90]".

No congresso, que reuniu 87 centros de todo o mundo, a maioria dos escritores presentes manifestou "incredulidade" e interrogou-se "como se teria chegado a tal situação", afirma o PEN Português.

Segundo o comunicado, na apresentação do tema na Coreia do Sul, a presidente do PEN Clube Português, Teresa Salema, manifestou a "preocupação pela situação com que um número crescente de escritores e tradutores se vê confrontado", nomeadamente pelo facto de muitos não se identificarem com AO/90 ou "de deixarem que os seus textos sejam convertidos para uma ortografia que lhes é alheia, ou de não verem as suas obras publicadas".